Gestão de Desporto

março 28, 2006

VISA em crédito após os Jogos de Inverno

Mais um exemplo, da importância e da relevância na aposta no desporto para revitalizar, fortalecer e penetrar nos mercados de vendas tanto de produtos como de serviços, da mais ampla variedade. Neste caso temos a empresa de serviços bancários, a VISA, que apostou nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno de Turim, para fortalecer o mercado italiano e no lançamento de novos produtos. O resultado foi extremamente positivo, por não só em Turim mas por toda a Itália terem sido alterados para novos níveis, a venda destes serviços, bem como a propagação da VISA.

Dados em Turim, mostram que o pagamento de serviços da organização, processaram mais de $9 milhões em vendas, nos terminais dos pontos de recepção dos Jogos e na "Super Store" durante os 17 dias dos jogos. O movimento do ATM, foi mais alto do que em Atenas ou Salt Lake City, como também o valor médio de transações VISA, tendo esta também registado um aumento do negócio, dos seus "smart cards".
Com o seu patrocínio em posição para os Jogos Olímpicos de 2012, o vice presidente da VISA, Tom Shepard, diz que será possível, focalizarem-se na estratégia a longo prazo para Beijing, Vancouver e Londres. "Em Beijing o desafio é a consciência do consumidor, emitindo novos cartões VISA," disse ele. "Nós temos boas relações de trabalho com o Banco da China (BOCOG´s parceiro bancário) e colaboraremos com eles em desenvolvimento de novos pontos de venda." "Precisamos de trabalhar perto do comité de organização, que esperamos que nos lidere, para a abertura de leis e restrições governamentais," diz Shepard.